Ramalho diz que Covid-19 vai aumentar pedido de dinheiro ao Estado em 2021

O presidente do Novo Banco revelou que a deterioração da actividade económica provocada pela pandemia trará necessidades “suplementares” de capital face ao estimado.

fundo-resolucao,novo-banco,estado,economia,bes,banca,
Foto
António Ramalho é o presidente do Novo Banco LUSA/TIAGO PETINGA

O presidente do Novo Banco, António Ramalho, disse este sábado que o banco deverá ter de pedir mais dinheiro ao Estado em 2021 para cumprir os rácios de solvabilidade de 2020. Segundo o gestor, a “deterioração da situação económica” causada pela pandemia da covid-19 faz com que seja provável que o banco vá ter “necessidades de capital ligeiramente suplementares” face àquelas que tinha estimado antes da crise.