Criada uma “bola de células” que imita o princípio de um corpo humano

A partir de células estaminais humanas, foi criado um novo modelo para estudar uma etapa crucial do embrião após os primeiros 14 dias de desenvolvimento. Até agora, este momento embrionário estava praticamente inacessível.

embrioes-humanos,desenvolvimento,gravidez,ciencia,celulas-estaminais,
Fotogaleria
Gastrulóide humano com o seu eixo desde a cabeça ao outro extremo: a magenta, a parte anterior; e a verde, a parte posterior Naomi Moris
embrioes-humanos,desenvolvimento,gravidez,ciencia,celulas-estaminais,
Fotogaleria
Gastrulóide humano (cores falsas) Naomi Moris

Chama-se gastrulóide e se o nome lhe parece familiar é porque vem da palavra “gastrulação”, a designação de uma etapa importante do desenvolvimento de um embrião. Recorrendo a células estaminais humanas, uma equipa de cientistas conseguiu criar um aglomerado incompleto de células (sem a capacidade de formar um cérebro) que imita esta fase crítica do desenvolvimento de um embrião humano, entre as 18 e os 21 dias. A revista Nature desta semana apresenta ao mundo o novo modelo de estudo chamado “gastrulóide humano”, que permite que os investigadores observem os processos subjacentes à formação do plano do corpo humano, algo que nunca foi possível observar directamente antes.