HBO sem E tudo o Vento Levou, Paramount sem Cops: as guerras culturais dos Estados Unidos estão a passar na televisão

No mesmo dia, o clássico de Victor Fleming, uma produção de 1939, saiu (temporariamente) do catálogo do serviço de streaming e o popular reality show cuja 33.ª temporada se estrearia na próxima segunda-feira foi cancelado.

racismo,eua,televisao,cinema,culturaipsilon,oscares,
Foto
Vivien Leigh e Hattie McDaniel em E Tudo o Vento Levou DR

A morte de George Floyd pode não mudar o mundo, como prometeu Joe Biden na terça-feira e reclamam as multidões que se têm manifestado nas últimas semanas nos Estados Unidos e fora deles, mas está a mudar a televisão norte-americana — pelo menos temporariamente. Num mesmo dia, e acedendo a um apelo do argumentista John Ridley, o clássico E Tudo o Vento Levou desapareceu da plataforma HBO Max, o mais completo dos serviços de streaming da HBO (apenas disponível no mercado norte-americano), e a cadeia Paramount cancelou um fenómeno televisivo de invulgar longevidade, o reality show Cops, cuja 33.ª temporada deveria estrear-se na próxima segunda-feira. (Entretanto E Tudo o Vento Levou chegou aos três primeiros lugares no top dos filmes e séries mais vendidos na Amazon.com).