Norte, Centro e Alentejo — saiba qual é a lotação da sua praia

A Agência Portuguesa do Ambiente divulgou esta terça-feira quantas pessoas vão poder estar nas praias das regiões do Norte, Centro e Alentejo tendo em conta as normas definidas para o combate à pandemia.

covid19,coronavirus,sociedade,ambiente,praias,
Foto
Praia de Buarcos, Figueira da Foz Nelson Garrido

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) publicou esta terça-feira as lotações para as praias das regiões Norte, Centro e Alentejo durante o Verão deste ano, de acordo com as normas definidas no combate à pandemia de covid-19. A 27 de Maio, já tinha sido divulgada a capacidade para os areais do Barlavento e Sotavento algarvios, do Tejo e do Oeste.

Nas praias do Norte, a lista de areais com maior lotação é encabeçada por duas praias do distrito do Porto: a Praia de Matosinhos, com uma capacidade autorizada para 8300 banhistas, e a praia da Aguda, em Vila Nova de Gaia, com capacidade para 5700 pessoas. No terceiro lugar está a praia de Moledo, em Caminha, Viana do Castelo, com uma lotação máxima autorizada em tempo de pandemia de 4500 pessoas.

Entre os areais com maior lotação destacam-se ainda as praias da Rua 37 (4300) e da Frente Azul (3800) no concelho de Espinho, de Canidelo Norte (3600), em Vila Nova de Gaia, e de Suave Mar (3000), em Esposende. 

No Centro, as 14 praias do concelho da Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, vão poder receber em simultâneo 51.200 pessoas. Destas praias, o areal com a maior lotação é o de Alto do Viso, que terá capacidade para 8700 utentes, mais cem do que a de Buarcos. No entanto, o areal com maior capacidade a nível nacional é o da Praia da Barra, em Ílhavo, com uma lotação máxima de 11.800 banhistas.

Destacam-se ainda a a Praia da Mira, que vai poder receber 11.200 pessoas, Tocha, em Cantanhede, com capacidade para oito mil utentes, a Praia da Torreira, na Murtosa (8800), ou Esmoriz, em Ovar (6900).

Com capacidade para 3500 banhistas, a praia Troia-Mar, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal, é a que tem a maior lotação da costa alentejana, segundo a proposta da APA para a região, seguida da Praia do Ouro, em Sesimbra, que vai poder receber 3000 pessoas. 

A proposta de lotação das praias foi publicada esta terça-feira na página da APA, encontrando-se ainda em período de consulta informal para as regiões do Norte, Centro e Alentejo. A proposta de lotação para as praias, especifica a capacidade máxima de 120 praias no Norte, 25 pequenas e 95 grandes; 46 no Centro, 41 grandes e cinco pequenas; e 36 no Alentejo, 27 grandes e nove pequenas.

Os critérios utilizados pela APA para definir a área de areal utilizável consideraram "as características biofísicas e faixas de salvaguarda ao risco costeiro e, tendo como referência, o limite lateral das praias” já definido.

A agência avaliou ainda “as condições morfológicas e oceanográficas das praias para identificação daquelas em que a influência da maré condiciona significativamente a utilização do areal”, determinando as respectivas diferenças de lotação entre as marés. Este diferencial também está disponível nas propostas. Para garantir o “distanciamento físico necessário”, foi calculada a utilização de 8,5 m2 por pessoa.

No caso das praias não urbanas, a estipulação das lotações máximas também teve em conta os “equipamentos e infra-estruturas existentes, em particular o estacionamento, e à sensibilidade ambiental da envolvente da praia”. A proposta da APA também tem identificadas as praias de uso limitado, “em que a área utilizável é fortemente condicionada por faixas de salvaguarda ao risco costeiro associadas a arribas ou acessos”.

Sugerir correcção