Opinião

Um dia como sempre

Os casais fazem uma coisa terrível que é parecida com castigar por exclusão.

Calha-me acordar às seis da manhã e o dia já está pronto e como vai ficar, bonito de ver, bonito de embasbacar - e comigo ali parado a olhar para a ria e para o céu, incapaz de ter outro pensamento que não “Ai que dia tão bonito!” ou de fazer outra pergunta que não “vou acordar a Maria João ou não?”