Cantora Uxía lança canção em defesa do idioma galego como património

A cantora galega Uxía já tinha gravado esta canção, musicada por ela e pelo guitarrista Sergio Tannus a partir de um original do poeta galego Manuel María (1929-2004), mas A Fala ganhou nova vida por estes dias de confinamento devido à pandemia da covid-19, num videoclipe a que foi acrescentado baixo eléctrico, harpa e os grupos corais Tanxugueiras e Faia, “voz femininas emergentes da música galega.” O videoclipe, impulsionado pela plataforma cidadã “Queremos Galego”, conta ainda com inúmeros participantes, entre os quais os cantores Chico César, Ugia Pedreira e Ceumar. Nesta canção, estreada ao vivo no auditório da Casa-Museu dedicada ao poeta e gravada no livro-disco Uxía Canta a Manuel María (2016), escreveu o autor: “O idioma é un herdo,/ Patrimonio do pobo,/ Maxicamente vello,/ Eternamente novo. (…)/ Renunciar ao idioma/ É ser mudo e morrer/ ¡Precisamos a língua/ Se queremos vencer!”

Directora artística do Festival Internacional da Lusofonía Cantos na Maré, Uxía já publicou em nome próprio dezena e meia de discos, a par de inúmeras colaborações noutros projectos, na Galiza e um pouco pelo mundo. A sua relação com Portugal e a música portuguesa é antiga, actuando em 1992 Festival Inter-Céltico do Porto, ainda integrada num grupo, e no ano seguinte já a solo, em Abril de 1993, as primeiras de muitas actuações que viria a protagonizar em espectáculos e festivais em Portugal.

Sugerir correcção