Loja online d’ A Vida Portuguesa quer ser montra para ajudar os seus fornecedores

Com muitas da empresas com as quais trabalha a enfrentarem sérias dificuldades, Catarina Portas lançou na loja virtual as campanhas Um por Todos, com catálogos maiores e foco em diferentes fornecedores.

catarina-portas,comercio,alimentacao,consumo,moda,lisboa,
Foto
LM MIGUEL MANSO

Para responder ao impacto do confinamento forçado pela pandemia de covid-19, a loja A Vida Portuguesa lançou uma série de campanhas a que chamou Um por Todos – Dar as Mãos por um Futuro, que vê como uma forma de garantir a continuação da actividade da loja, mas igualmente dos “mais de 400 fornecedores” de todo o país com os quais trabalha e que foram também duramente afectados durante este período.

A loja online, que teve um importante incremento de negócio durante o período de confinamento mais rigoroso, apresenta quinzenalmente “duas marcas com um catálogo alargado dos seus produtos mais especiais, exclusivos no comércio online”. O texto que acompanha o anúncio da campanha explica que se trata de “empresas amigas, projectos que admiramos, produtos que adoramos e que queremos dar a conhecer, destacar, ajudar”.

A primeira campanha arranca com a Conserveira de Lisboa e a Companhia Portugueza do Chá, com produtos como as conservas de peixe-agulha em azeite picante ou a petiscada de espadarte com grão, e, nos chás, a lata Saudades de Kobé, o Chá Lisbon Breakfast ou as Flores de Chá em Lata.

“Começámos a ver alguns dos nossos fornecedores a fecharem lojas e em situações muito complicadas”, conta Catarina Portas, a proprietária de A Vida Portuguesa. “A ideia foi podermos disponibilizar catálogos muito maiores de cada um.” A segunda campanha centrar-se-á nos produtos da Sabores de Santa Clara, de Daniel Roldão, com os seus xaropes, bolachas e outros, e nas mantas ou outros trabalhos da fábrica alentejana da Mizette, em Reguengos de Monsaraz, que tem agora uma nova proprietária, Margarida Adónis, e “um trabalho precioso, que não se deve perder”, lembra Catarina Portas.

A série de campanhas deverá prolongar-se por vários meses e as encomendas são enviadas para qualquer parte do mundo.

Sugerir correcção