Visita Guiada volta a passear-nos pelo património de Portugal

Paula Moura Pinheiro regressa, na segunda-feira, às viagens na RTP2. Começa na Graça e com mais de 1500 figuras de barro. O público vai em procissão com ela – e com convidados que sabem mais do que se vê.

museus,televisao,lazer,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
Paula Moura Pinheiro na exposição Corpus Christi RTP2
paula-moura-pinheiro,museus,televisao,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
Paula Moura Pinheiro na exposição Corpus Christi RTP2
museus,televisao,lazer,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
Pormenor da exposição Corpus Christi RTP2
museus,televisao,lazer,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
Pormenor da exposição Corpus Christi RTP2
paula-moura-pinheiro,museus,televisao,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
Pormenor da exposição Corpus Christi RTP2
museus,televisao,lazer,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
O primeiro episódio tem como cenário o Convento da Graça, em Lisboa RTP2
paula-moura-pinheiro,museus,televisao,fugas,patrimonio,artes,
Fotogaleria
O primeiro episódio tem como cenário o Convento da Graça, em Lisboa RTP2

Num momento em que museus, galerias e monumentos vão desconfinando de forma faseada – uns mais timidamente que outros –, chegam novos episódios de um programa televisivo (e radiofónico) que se dedica precisamente a mostrá-los por dentro, na companhia de especialistas.

Corpus Christi: A Procissão do Corpo de Deus é o primeiro destino da nova temporada de Visita Guiada, o magazine cultural criado, editado e apresentado pela jornalista Paula Moura Pinheiro. A estreia está marcada para 8 de Junho (três dias antes do feriado religioso do Corpo de Deus), pelas 22h56, na RTP2.

A exposição do Museu de Lisboa exibe, na Igreja da Graça, um total de 1587 miniaturas em barro, modeladas à mão, que mimetizam o que seria a procissão do Corpo de Deus na Lisboa do século XVIII, sob a regência de D. João V. Foram concebidas por Diamantino Tojal, um empresário de sucesso “que não se destacava por ser particularmente religioso”, elucida a sinopse. Em compensação, tinha forte espírito bairrista, ligado que estava à Graça. Apresentou a colecção pela primeira vez publicamente em 1948, no Palácio Galveias.

Interrompida pela pandemia, a exposição reabriu a 20 de Maio, com horário reduzido e as medidas que, por estes dias, se aplicam a estes espaços: número limitado de visitantes, distanciamento social e uso obrigatório de máscara.

Além de ficar longe destas restrições, Visita Guiada faz-se valer do trunfo que o tem distinguido entre a programação do género: exibir aquilo que dificilmente seria dado a ver ao público numa visita normal. A cortesia é feita por um ou mais anfitriões que conhecem bem o tema e que dão informações extra – nalguns casos, segredos bem guardados. O episódio de estreia da nova temporada é acompanhado por Rosa Maria Tojal, sobrinha de Diamantino, e António Camões, historiador de arte.

José Custódio Vieira da Silva, também historiador de arte, é o guia do episódio que se segue, filmado no concelho raiano do Alandroal. O objectivo é observar a arquitectura da Igreja da Boa Nova de Terena, contextualizá-la historicamente e explorar alguns dos seus mistérios. 

Na rota entrará ainda o Jardim Botânico Tropical de Lisboa, que ganhou nova vida depois de ter sofrido obras de reabilitação em 2019. 

“As filmagens [da décima temporada] decorreram, na sua maioria, antes do confinamento”, informa a RTP2, que adianta ainda que “já se encontra em preparação o retomar das gravações”. Visita Guiada não passa só no segundo canal público: é transmitido também em versão radiofónica, pela Antena 1. Todos os episódios podem ser (re)vistos aqui

Premiado pela APOM – Associação Portuguesa de Museologia e pela SPA – Sociedade Portuguesa de Autores, o magazine está no ar desde 2014, a percorrer o território nacional para oferecer perspectivas originais do património cultural, seja o mais imponente dos edifícios, uma grande colecção de arte, uma pequena exposição ou somente uma peça – assim haja uma história para contar.

Sugerir correcção