Relvado do Parque das Nações tem círculos para garantir a distância

O relvado do jardim das Ondas foi marcado com círculos brancos para que cada pessoa possa ocupar o seu lugar, sem pôr em causa a distância social. Em Cascais há uma iniciativa semelhante.

parque-nacoes,tejo,local,saude,lisboa,ambiente,
Fotogaleria
local,
Fotogaleria
parque-nacoes,tejo,local,saude,lisboa,ambiente,
Fotogaleria
parque-nacoes,tejo,local,saude,lisboa,ambiente,
Fotogaleria
parque-nacoes,tejo,local,saude,lisboa,ambiente,
Fotogaleria
local,
Fotogaleria

À semelhança do que se tem visto por outras cidades pelo mundo, Lisboa também já tem o seu jardim marcado com círculos brancos, onde pode permanecer no seu interior, assegurando assim o distanciamento social de quem também quer usufruir do espaço.

A iniciativa é da Junta de Freguesia do Parque das Nações, que desenhou no relvado do Jardim das Ondas marcações — "utilizando tinta não tóxica para pessoas e animais e inofensiva para o relvado”, assegura a junta — apelando assim ao “uso consciente do espaço”.

Segundo diz a autarquia, o Jardim das Ondas, da autoria da artista plástica Fernanda Fragateiro, é uma das zonas de estada e de lazer mais procuradas no Parque das Nações. 

Os círculos foram desenhados em toda a extensão do parque. Esta é uma “solução temporária” para a reactivação deste espaço público, localizado entre o Oceanário de Lisboa e o rio Tejo, e a solução possível para ajudar a conter a propagação do novo coronavírus, sem prescindir de momentos ao ar livre em áreas públicas. 

Cascais trouxe a praia ao parque

Em Cascais, a câmara está desde meados do mês de Maio a promover a utilização dos parques verdes do concelho como “praias”, permitindo às pessoas estender a toalha e aceder a zonas de refrescamento. É uma forma de “aliviar a pressão” sobre as zonas balneares do concelho. 

A iniciativa “Verão no Parque” arrancou 15 de Maio em quatro locais: Parque Marechal Carmona, em Cascais, Quinta da Alagoa e Jardim da Quinta de São Gonçalo, em Carcavelos, e Parque Urbano do Penedo, em S. Domingos de Rana. No dia 1 de Junho, foi alargada a mais locais: Quinta de Rana e Parque Urbano de Outeiro de Polima, em S. Domingos de Rana, Jardim da Quinta da Carreira, Praceta Gil Vicente, no Estoril, e Jardim Bairro das Caixas, na Parede. A partir de 6 de Junho, estarão disponíveis mais sete locais. 

Nestes parques, diz a autarquia em comunicado, “foram criadas delimitações que proporcionam uma noção imediata do distanciamento recomendado pela Direcção-Geral da Saúde”.