Râguebi apela ao alargamento do estatuto de alta competição

Federação reclama uma medida excepcional para evitar prejudicar os atletas.

modalidades,desporto,raguebi,
Foto
LUSA/Manuel de Almeida

O presidente da Federação Portuguesa de Râguebi (FPR) apelou ao Governo para alargar excepcionalmente o estatuto de alta competição para atletas que não o obtiveram este ano devido ao cancelamento de provas, por força da pandemia de covid-19.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Amado da Silva sublinhou que esta é uma questão “muito importante”, que deve ser “tida em atenção pelas entidades oficiais” e garantiu que vai insistir junto do Governo para que reveja, a título excepcional, as condições de obtenção do estatuto que permite alcançar um regime especial de acesso ao ensino superior.

“Já falei com o presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude [Vítor Pataco] e conto renovar esse pedido ao Governo para que seja sensível a esta situação. Estamos a afectar jovens que, sem terem culpa nenhuma do que aconteceu, podem ser muito prejudicados por não obter o estatuto de alta competição e o acesso à universidade, depois de todo o esforço que fizeram”, lamentou Amado da Silva.

O problema é “transversal” a várias modalidades, mas, no caso do râguebi, “aplica-se a mais gente”, porque as equipas são de 30 jogadores e afecta particularmente os jovens pré-universitários das selecções de sub-18 e sub-20, que viram os seus Campeonatos da Europa serem cancelados poucos dias antes da data de início prevista, devido à pandemia de covid-19.

“Espero que o Governo perceba que é um ano excepcional, mantenha o estatuto daqueles que já o têm e dê hipótese aos que claramente jogariam nos Europeus, que estavam inscritos nas convocatórias formais da FPR. Trabalharam durante meses, por vezes faltando às aulas, para corresponder às necessidades da alta competição e agora, aparentemente, estão impedidos de continuar. É injusto e penalizador que não possam beneficiar do estatuto”, concluiu o líder federativo.

O Europeu sub-20 deveria ter sido realizado em Taveiro, concelho de Coimbra, no final de Março, enquanto a competição de sub-18 estava agendada para Kaliningrado, no início de Abril, mas a Rugby Europe cancelou definitivamente ambas as provas, a 25 de Março, devido à pandemia de covid-19.

Sugerir correcção