Coronavírus

Autarca da Azambuja insiste em cordão sanitário a prédio habitado por famílias de “etnia cigana”

“[O cordão] seria para eles ficarem isolados dentro das suas casas, o que é difícil porque eles têm muitas crianças e andam constantemente na rua”, diz Luís de Sousa. Estão a ser testados 40 moradores de um prédio num bairro social da Azambuja. Associação da comunidade cigana Letras Nómadas diz que declarações do autarca são “inadmissíveis” e “vergonhosas”.