Torne-se perito

Estádio do Moreirense fecha grupo dos aprovados

Belenenses SAD e Santa Clara são os únicos clubes que não vão jogar no seu recinto na retoma da I Liga e já anunciaram que vão jogar na Cidade do Futebol.

futebol,desporto,moreirense,i-liga,futebol-nacional,
Foto
LUSA/JOSÉ COELHO

O Estádio Parque Comendador Joaquim de Almeida Freitas, casa do Moreirense, foi aprovado pelas autoridades de saúde para acolher encontros da I Liga portuguesa, anunciaram a Liga de Clubes (LPFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

“A Autoridade de Saúde do ACES [Agrupamento de Centros de Saúde] do Alto Ave emitiu parecer favorável à utilização do Estádio Parque Comendador Joaquim de Almeida Freitas para os jogos que faltam disputar da Liga NOS da época 2019/20”, lê-se no comunicado dos dois organismos.

Com a aprovação do estádio do Moreirense, fica completa a lista de estádios que vão receber jogos na retoma da I Liga, após a interrupção causada pela pandemia de covid-19.

Assim, além do recinto de Moreira de Cónegos, foram aprovados pela Direcção-Geral da Saúde o Estádio da Luz (Benfica), Estádio do Dragão (FC Porto), Estádio José Alvalade (Sporting), Estádio D. Afonso Henriques (Vitória de Guimarães), Estádio João Cardoso (Tondela), Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, Portimão Estádio, Cidade do Futebol (FPF), Estádio Capital do Móvel (Paços de Ferreira), Estádio Cidade de Barcelos (Gil Vicente), Estádio do Bessa (Boavista), Estádio do Rio Ave, Estádio do Desportivo das Aves, o Estádio do Bonfim (Vitória de Setúbal) e o Estádio Municipal de Famalicão.

O Belenenses SAD e o Santa Clara são os únicos clubes que não vão jogar no seu recinto e já anunciaram que vão jogar na Cidade do Futebol, em Oeiras, enquanto o Famalicão chegou a revelar que ia usar o Cidade de Barcelos para os seus encontros caseiros, mas acabou por ver o seu estádio aprovado.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho.

Sugerir correcção