Portagens e obras por fazer baixam factura das PPP em 2019

As concessões rodoviárias tiveram mais receitas de portagens e menos encargos com obras, o que permitiu que a factura das PPP terminasse em 2019 abaixo dos 1543 milhões de euros previstos.

Foto
Adriano Miranda

A factura com as parcerias público-privadas (PPP) ficou abaixo do previsto no ano de 2019, muito por causa das parcerias rodoviárias, dada a menor despesa com grandes reparações e maiores receitas de portagem do que as que estavam previstas. De acordo com o último relatório de acompanhamento divulgado pela Unidade Técnica de Apoio a projectos (UTAP), os encargos líquidos do sector público com as PPP ascenderam em 2019 a cerca de 1543 milhões de euros, representando um nível de execução orçamental de cerca de 91%, face ao valor previsto no Relatório do Orçamento do Estado de 2019 (OE 2019).