Praias de Oeiras vão ter semáforos e desinfecção diária

A pandemia está a obrigar a repensar a organização dos areais e, em Oeiras, isso passará pela instalação de semáforos nas suas praias. A limpeza e desinfecção diária dos equipamentos será reforçada, diz a autarquia. Medidas de combate à covid-19 nas praias implicarão investimento de 400 mil euros.

Portugal
Foto
Nuno Ferreira Santos

Com mais duas praias, Paço de Arcos e Caxias, com Bandeira Azul, o município de Oeiras está a prepara o arranque da época balnear, que ali se iniciará a 10 de Junho. A entrada nestas praias, na de Santo Amaro e da Torre passará a ser controlada por um sistema de semáforos, para verificar a quantidade de pessoas que se juntam no areal e assim tentar mitigar a propagação do novo coronavírus. 

A Agência Portuguesa do Ambiente revelou, na quarta-feira, a lotação que cada praia terá para receber banhistas, durante o Verão. Assim, Caxias poderá receber até 1700 pessoas, Paço de Arcos 1000, Santo Amaro 4100 e Torre 2400. A entrada nos areais será, assim, controlado por 12 semáforos, adquiridos pelo município, que estarão colocados nas entradas das quatro praias e que alimentarão a app informativa sobre a lotação dos areais, informou a autarquia em comunicado.

Segundo a autarquia, sempre que os banhistas chegarem à praia vão encontrar painéis informativos, com a planta da praia e as novas regras de utilização.

De acordo com o manual de regresso às praias, os semáforos indicarão a cor verde se o areal estiver com uma ocupação baixa (1/3); amarelo para ocupação elevada (2/3); e vermelho para ocupação plena (3/3). Os banhistas deverão manter o distanciamento físico de 1,5 metros entre outros que não façam parte do mesmo grupo e colocar o guarda-sol, toldos ou colmos a três metros de outros. 

Estão interditas as actividades desportivas com duas ou mais pessoas (excepto actividades náuticas, aulas de surf e desportos similares) — jogos à bola entre grupos de amigos, como é tão frequente ver, estão proibidos. 

A autarquia informa ainda que os equipamentos de apoio, como passadiços e equipamentos de deposição de resíduos, terão limpeza e desinfecção diária. 

Este ano, será também o município a “arcar com as despesas salariais dos 22 nadadores-salvadores” que vigiam as quatro praias. Esta é uma medida excepcional, “de modo a incentivar economicamente os concessionários e a garantir a segurança dos banhistas”, diz a autarquia liderada por Isaltino Morais. A implementação destas medidas implicará um investimento de 400 mil euros.

O projecto Praia Acessível vai manter-se na praia de Santo Amaro de Oeiras, durante os meses de Julho e Agosto. Assim, as pessoas com mobilidade condicionada “poderão continuar a poder tomar banhos de mar, em segurança”, nota o município. 

As equipas dos Jovens em Movimento continuarão também nas praias a zelar pela limpeza e manutenção dos areais. 

Sugerir correcção