Lusitânia Expresso em risco de acabar

O histórico comboio nocturno que liga Lisboa a Madrid desde 1943 deixou de circular a 17 de Março por causa da pandemia. Renfe alega prejuízos para não o reactivar. Associação Zero denuncia “inaceitável falta de articulação sobre a política ferroviária” entre Portugal e Espanha

Foto
Zero recorda que comboio foi um símbolo do uso de um modo de transporte mais sustentável na passagem por Portugal de Greta Thunberg EPA/DAVID FERNANDEZ

A operadora ferroviária pública espanhola Renfe anunciou que não prevê repor a circulação, “pelo menos no curto prazo”, do comboio Lusitânia Expresso, que faz a ligação nocturna entre Lisboa e Madrid, e que se encontra interrompida desde 17 de Março devido ao fecho de fronteiras, provocado pelo coronavírus.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários