Ana Leal suspensa da TVI por divulgar emails trocados com a direcção

A TVI contraria a versão do advogado de Ana Leal e garante que não foi apenas a questão dos e-mails a desencadear o inquérito, mas “um conjunto de situações” que o canal não quis detalhar.

jornalismo,comunicacao-social,tvi,televisao,sociedade,
Foto
DR

A direcção da TVI suspendeu a jornalista Ana Leal. Ricardo Sá Fernandes, advogado da jornalista, confirmou ao PÚBLICO a existência do inquérito e avançou que está em causa a divulgação ao conselho de redacção (CR) da TVI de e-mails particulares entre a jornalista e a direcção do canal.

A divulgação das conversas teve por base a investigação do CR à acusação de censura do canal a reportagens elaboradas por Ana Leal e restante equipa do programa – que foi suspenso a 10 de Março. Ricardo Sá Fernandes garante que não sabe, em detalhe, quantas reportagens terão sido condicionadas pela direcção da TVI, antes do cancelamento do programa, mas avança que “foram algumas”.

A defesa de Ana Leal – que está em casa, a receber vencimento, mas sem actividade actual na TVI – explica ainda que está em causa uma questão de “liberdade de imprensa e de expressão” e apela ao bom senso do canal.

“Acho que não há fundamento para a suspensão ou processo disciplinar. Há divergências editoriais normais e acho que esta acção de a suspender e promover um inquérito é pouco compatível com o espírito de liberdade de imprensa e expressão que devem reinar”, argumentou, recusando falar, para já, de censura. Mas acrescentou: “A confirmar-se que se pretende eventualmente despedi-la, é bastante grave para a liberdade de imprensa. Espero que haja bom senso. Se não houver, cá estaremos na justiça”.

As divergências entre Ana Leal e a TVI não são uma novidade, já que a jornalista foi suspensa em 2013, também por divergências com a direcção do canal. À data, o diferendo tinha por base a retirada de uma notícia no Jornal das 8. A jornalista foi defendida, nessa altura, por Ricardo Sá Fernandes, que voltou a ser chamado para este novo caso de suspensão laboral.

TVI diz que “um conjunto de situações” desencadearam o processo

Em resposta ao PÚBLICO, a TVI contrariou a versão do advogado de Ana Leal. A estação garantiu que não foi apenas a questão dos e-mails a espoletar a suspensão, mas “um conjunto de várias situações” que não quis detalhar. E garante que o advogado estará “com certeza” a par dessas situações.

“Nas últimas duas semanas, foram várias as notícias especulativas sobre este tema e a TVI nunca falou, precisamente porque se trata de um processo interno”, conclui o canal, prometendo mais explicações se e quando se justificar.

Texto actualizado às 19h20 com a reacção da TVI.

Sugerir correcção