Moratória dos créditos depois de Setembro ainda não está garantida

Famílias e empresas devem acautelar acesso à suspensão de crédito até 30 Junho, porque a extensão deste prazo também não está assegurada. Estado pode ter que criar medidas extraordinárias para apoiar endividados.

familias,empresas,economia,credito,banca,banco-portugal,
Foto
Governador do Banco de Portugal já veio defender uma prorrogação “tão longa quanto possível”. Miguel Manso

Há milhares de famílias que não conseguirão retomar o pagamento dos empréstimos da casa a partir de Outubro, e, “se as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar”.