Dilma defende aliança “antifascista” contra Bolsonaro, até com quem apoiou o seu impeachment

A ex-Presidente do Brasil diz que o PT deve aliar-se a partidos como o PSDB para derrubar Bolsonaro e receia um “autogolpe” por parte do actual chefe de Estado.

jair-bolsonaro,america-sul,mundo,dilma-rousseff,brasil,america,
Foto
Dilma não acredita que impeachment contra Bolsonaro avance rapidamente WASHINGTON ALVES/Reuters

O Brasil precisa de construir uma frente ampla “antifascista”, que inclua a oposição de esquerda mas também sectores da direita, defende a ex-Presidente Dilma Rousseff. No entanto, reconhece que o pedido de impeachment do Presidente Jair Bolsonaro apresentado esta quinta-feira pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e outras formações aliadas tem hipóteses remotas de ser bem-sucedido.