Farda para o desconfinamento: na Qatar Airways, a tripulação de cabine veste fato, óculos, máscara e luvas

A utilização de equipamentos de protecção individual completos é uma das novas medidas de precaução introduzidas pela companhia área para fazer face ao surto de covid-19 e “dar mais segurança aos clientes”.

coronavirus,voos,aviacao,viagens,fugas,qatar,
Foto
Qatar Airways DR

A Qatar Airways anunciou esta semana novas medidas de segurança a bordo para passageiros e tripulação de cabine. A partir de 25 de Maio, os passageiros são obrigados a utilizar máscara durante os voos, sendo recomendado que tragam as suas próprias máscaras “para fins de ajuste e de conforto”.

A bordo, serão recebidos por uma equipa de farda completa para o desconfinamento: fato de protecção individual com capuz a cobrir os cabelos, óculos, máscaras e luvas descartáveis.

A tripulação de cabine já utilizava máscara e luvas a bordo nos últimos meses, mas a companhia aérea decidiu agora implementar o uso de equipamentos de protecção completos para “dar mais segurança aos clientes”.

Entre as medidas adicionais estão ainda alterações no serviço para “reduzir as interacções entre passageiros e tripulação”. As refeições da Classe Executiva, por exemplo, serão servidas num tabuleiro individual em vez das habituais mesas retrácteis.

PÚBLICO -
Foto
Qatar Aiways DR

Haverá garrafas de desinfectante para mãos a bordo e “todas as áreas sociais foram encerradas como medida de distanciamento social”, acrescenta o comunicado de imprensa.

“Introduzimos estas medidas adicionais de segurança a bordo dos nossos voos para garantir a saúde e o bem-estar de nossos passageiros e tripulantes e limitar a propagação do coronavírus”, afirma o director-executivo da transportadora, Akbar Al Baker.

“Como companhia aérea, mantemos os mais altos padrões de higiene possíveis para garantir que possamos levar as pessoas para casa em segurança durante este período e fornecer garantias ainda maiores de que a segurança é a nossa prioridade número um.”

Estas medidas, diz o responsável, vão “ajudar” a transportadora a alcançar os seus objectivos, incluindo “aumentar novamente a rede nos próximos meses”, para além dos “mais de 30 destinos em todo o mundo” para onde voa actualmente.

Além destas medidas, as “aeronaves são desinfectadas regularmente com os produtos de limpeza recomendados pela Associação Internacional de Transporte Aéreo e pela Organização Mundial de Saúde”, e têm “os sistemas de filtragem de ar mais avançados”, com filtros que “removem 99,97% dos contaminantes virais e bacterianos”, acrescentam.

A tripulação de cabine recebeu formação sobre como minimizar o risco de contrair ou espalhar o novo coronavírus. Antes da partida e à chegada de cada voo, é medida a temperatura da tripulação e “colocada em quarentena e testada caso algum colega ou passageiro apresente sintomas ou teste positivo”. Foram ainda introduzidas alterações na distribuição das equipas pelos voos e, sempre que possível, será implementado o distanciamento social entre passageiros, quer durante o processo de embarque, quer a bordo, com passageiros em “assentos distantes uns dos outros”.

Sugerir correcção