Governo ajusta regras do teletrabalho até ao fim do mês

Diploma actual dispensa acordo entre trabalhador e empresa em relação ao teletrabalho, mas não é certo que assim seja em Junho. Governo vai revisitar legislação. Especialistas explicam o que deve ficar acautelado por escrito.

desconfinamento,covid19,coronavirus,trabalho,economia,codigo-trabalho,
Foto
Getty Images

António Costa deu como certo que a partir de 1 de Junho o teletrabalho se regerá pelas regras habituais — o que obriga à existência de acordo entre o trabalhador e a empresa para se aplicar essa modalidade —, e em São Bento admite-se olhar para a legislação até ao fim deste mês, porque, neste momento, a norma em vigor é em sentido contrário ao que foi anunciado para Junho.