Três polícias feridos em operação para pôr fim a festa com 100 pessoas em bairro de Lisboa

Cerca de 100 pessoas estavam a festejar na rua. Foram efectuados vários disparos de arma de fogo durante a actuação policial, não tendo sido possível proceder à identificação dos autores.

mascarar
Foto
ADRIANO MIRANDA

Três agentes da PSP ficaram feridos, este sábado de madrugada, num bairro da freguesia do Parque das Nações, em Lisboa, após uma intervenção policial que visava pôr fim a uma festa na rua com cerca de 100 pessoas.

Além dos três polícias, que sofreram ferimentos ligeiros, a acção de reposição de ordem pública no Bairro Casal dos Machados, na freguesia do Parque das Nações, provocou também danos em algumas das viaturas policiais e ferimentos ligeiros num morador, que foi levado para o hospital e já teve alta, indica o Comando Metropolitano de Lisboa (Comtlis) da PSP, em comunicado.

Segundo a PSP, a polícia deslocou-se ao bairro, cerca das 00h15 de hoje, após moradores terem reclamado que cerca de 100 pessoas estavam juntas a consumir bebidas alcoólicas e a ouvir música, causando ruído.

A PSP precisa que teve que se deslocar ao bairro por três vezes para acabar com o aglomerado de pessoas, já que devido à pandemia de covid-19 não é permitido ajuntamento com mais de 10 pessoas, e para repor o cumprimento das medidas impostas pela situação de calamidade.

Quando se deslocaram ao bairro pela terceira vez com o objectivo de acabar novamente com a música proveniente de aparelhagem electrónica, os agentes da PSP pediram mais uma vez às cerca de 100 pessoas para que acabassem com barulho e regressassem às sua residências, adianta a polícia.

A Polícia de Segurança Pública salienta que as ordens transmitidas pela PSP não foram acatadas por algumas pessoas do grupo, que arremessaram vários objectos na direcção dos polícias, nomeadamente pedras e garrafas de vidro.

De acordo com a PSP, moradores do bairro efectuaram vários disparos de arma de fogo durante a actuação policial, não tendo sido possível proceder à identificação dos autores.

A polícia frisa que foi necessário reforçar o efectivo policial no bairro com vários meios do Cometlis devido ao escalar de violência por parte dos moradores, tendo os polícias efectuado “disparos de munições de baixa potencialidade letal”.

De acordo com a PSP, só com esta intervenção foi possível, cerca das 04h15, garantir a reposição da ordem pública no bairro.

A PSP refere ainda que está a desenvolver diligências para proceder “à identificação dos autores dos ilícitos e vai continuar a fazer cumprir as normas sobre aglomeração de pessoas de acordo com o definido pela situação de calamidade, bem como garantir a ordem e tranquilidade pública naquele local”.

Sugerir correcção