Apoios desiludem: “As vinhas não podem ir para layoff

Regiões vitivinícolas reagem com cautela aos apoios que o Governo anunciou para um sector que está a escassos meses de nova campanha. Confederação Nacional da Agricultura pede apoios excepcionais

Foto
Nelson Garrido

As comissões de viticultura regional reagiram com cautelas ao resultado da reunião com o Ministério da Agricultura, onde foi divulgado que cerca de dez milhões de euros do Plano Nacional de Apoio (PNA), dedicado ao sector vitivinícola, iriam ser aplicados em medidas para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, nomeadamente em destilação e armazenagem de crise. As cautelas surgem não só porque consideram que a verba é escassa para as necessidades, mas também porque ainda há muito por definir na sua aplicação.