Portugal é o país da UE em que menos pessoas LGBTI sofrem agressão física ou sexual

Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia lança maior estudo de sempre sobre discriminação e crimes de ódio contra pessoas LGBTI. Nalguns países, como Portugal, a situação melhorou nos últimos anos. Noutros, como a Polónia, piorou.

questoes-sociais,identidade-genero,direitos-humanos,homossexualidade,sociedade,uniao-europeia,
Foto
LUSA/RUI FARINHA

Cada vez mais pessoas lésbicas, gays, bissexuais, “trans” e intersexo (LGBTI) se assumem como são, mas a discriminação perdura e o medo comanda a vida de muitos. No mapa da União Europeia (UE), Portugal sobressai como espaço de tolerância. É o país com menos ataques motivados pela orientação sexual ou identidade de género, revela a Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA, na sigla inglesa), num estudo divulgado esta quinta-feira.