Governo refém do Orçamento Suplementar para reforçar resposta à crise

A oposição criticou ontem o Governo por se ter ficado pela resposta inicial à pandemia. Executivo guarda-se para o Orçamento Suplementar e espera por resposta europeia para ajudar economia a virar.

,Música clássica
Foto
O debate não foi fácil para Mário Centeno LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O Governo foi acusado nesta quinta-feira de não ter ido além da resposta inicial à crise pandémica, quando a crise económica e social já está aí, e de falhar na hora de apresentar uma estratégia de longo prazo. No Parlamento, o executivo ficou refém do Orçamento Suplementar que apresentará só em Junho, altura em que traçará o cenário macroeconómico e novas políticas de resposta à crise, desejavelmente depois de conhecer a ajuda europeia.