Exercícios para quem não gosta de treinar

Existem inúmeros benefícios que advém da prática de exercício físico como o controlo do peso, redução do stress, da ansiedade ou doenças.

Foto
Jonathan Borba/Unsplash

Não gosta de treinar? O convite é para se mexer, pela sua saúde! Fora ou dentro de casa, há sempre uma solução.

Por norma, há sempre algum motivo para quem não gosta de treinar: ou porque não teve uma boa experiência em algum momento que se predispôs a fazê-lo; ou não esteve no tempo certo e/ou motivação certa; ou nunca se predispôs para fazer de uma forma orientada e planeada com um tempo certo para que as melhorias na saúde, o bem-estar e/ou os resultados que gostaria de ver, fossem evidentes para que a pessoa tomasse o gosto de cuidar da sua saúde física e, consequentemente, mental.

Existem inúmeros benefícios que advém da prática de exercício físico, por exemplo:

  • Controlo de peso — associado a uma alimentação saudável, a prática de exercício físico potencia o controlo e a perda de peso. Além disso, ajuda na diminuição do colesterol, triglicéridos e pressão arterial.
  • Reduz o stress — dias difíceis no seu trabalho ou na sua vida pessoal? Vá dar um passeio, uma caminhada, ou vá a uma das últimas aulas do ginásio e sentir-se-á melhor. O exercício aumenta a concentração de algumas hormonas que contribuem para moderar a resposta do cérebro ao stress.
  • Reduz a ansiedade — o exercício produz endorfinas que contribuem para o aumento da felicidade e euforia. Por vezes quando estamos mais tristes, a prática de exercício físico pode ajudar a deixar-nos bem-dispostos.
  • Melhora a auto-estima.
  • Reduz a probabilidade diversas doenças, como a diabetes ou o cancro do pâncreas ou da próstata e doença cardiovascular.
  • Exercício na água — melhora a capacidade de exercício e qualidade de vida. Já pensou que se existem exercícios que não pode praticar em terra, talvez possa praticar dentro de água?

Com tudo isto, por que não mexer-se um pouco? Aceite este desafio e experimentes uns exercícios simples.

A proposta é fazer um treino em circuito, com dez repetições para cada exercício. O importante é experimentar e, se gostar, vai querer repetir o circuito mais vezes!

1. Agachamento
Fique em pé numa posição neutra. Baixe-se como se estivesse a sentar-se, sem levantar os calcanhares do chão.

DR
DR
Fotogaleria
DR

2. Lunge
Com um pé à frente e outro atrás (calcanhar levantado e alinhado com os dedos do pé e joelho), desça com o joelho de trás em direcção ao chão. Faça dez vezes para cada perna.

DR
DR
Fotogaleria
DR

3. Flexões
Recorrendo a uma cadeira, aproxime o peito da mesma, mantendo-o na mesma linha das mãos. Como opção, pode fazer com os joelhos no chão.

DR
DR
DR
Fotogaleria
DR

4. Mountain Climb
Mantenha-se na posição de prancha e puxe alternadamente os joelhos ao peito.

DR
DR
Fotogaleria
DR

5. Fundos
Sentado na cadeira e com as mãos apoiadas, deslize para a frente até a anca deixar de estar apoiada, dobre os cotovelos, sem avançar a anca e sem aproximar os ombros da cabeça.

DR
DR
Fotogaleria
DR

6. Shoulder Bridge
Deitado no chão, alinhe os calcanhares por debaixo dos joelhos. Eleve a anca, mantendo estabilidade das omoplatas no chão e sem arquear a zona lombar.

DR
DR
Fotogaleria
DR

7. Toe-taps
Joelhos flectidos em cima e braços esticados em direcção ao tecto. Faça o movimento de descer o pé em direcção ao chão e, ao mesmo tempo, o braço do lado contrário. Faça o toe-taps alternado (ajuda na coordenação motora).

DR
DR
Fotogaleria
DR

8. Crunch
Inicie o movimento com os ombros no chão, braços esticados e mãos encostadas nas coxas. Realize o movimento, deslizando as mãos na direcção dos joelhos, até onde conseguir.

DR
DR
Fotogaleria
DR