Coronavírus

“Estávamos na aldeia e começou a morrer todo o mundo”

Uma estrada, uma decisão política, madeireiros ilegais, o “garimpo”, evangelizações, a sobrevivência dos povos indígenas mantém-se hoje tão difícil como noutros séculos. O avanço da dita civilização continua a levar violência, doenças e morte à Amazónia.