O karma de sermos um país de vinho bom mas barato agora pode ser um trunfo

Tirando a água, o vinho continuará a ser a grande bebida da humanidade e produzir bom e barato, que julgávamos ser o nosso karma, poderá ser uma boa vantagem nos tempos mais próximos.

Foto
Nelson Garrido

Sábado, 2 de Maio, dia de pré-desconfinamento, limpo e de calor, depois de tantos dias de chuva, sol e aragem fria. A pretexto de um aniversário em casa, juntámos uma dúzia de familiares, amigos e vizinhos na rua e, em torno de uma mesa com um bolo, cantámos os parabéns, a aniversariante soprou as velas, e, depois, quem era de beber bebeu o que quis ao longo da tarde, mantendo algum distanciamento social mas em ambiente psicológico de sardinhada de Verão.

Sugerir correcção