MotoGP pode arrancar em Julho com duas provas em Jerez

Proposta terá ainda de ser aprovada pelo governo espanhol e pela Federação Internacional de Motociclismo.

Mivuel Oliveira vai cumprir a segunda temporada em MotoGP
Foto
Mivuel Oliveira vai cumprir a segunda temporada em MotoGP LUSA/ANTONIO GARCIA

O campeonato do mundo de MotoGP, suspenso devido à pandemia covid-19, deverá arrancar em Julho com dois grandes prémios consecutivos e sem público no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.

A decisão foi tomada após uma reunião por videoconferência entre os representantes da Junta da Andaluzia (governo regional), de Jerez de la Frontera e a Dorna Sports, organizadora do campeonato, no qual participa o português Miguel Oliveira na categoria máxima (MotoGP), entidades que vão agora propor ao governo espanhol a sua autorização, bem como à Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Além destes dois grandes prémios, a serem disputados em 19 e 26 de Julho nas três categorias (MotoGP, Moto2 e Moto3), o acordo anunciado pelo vice-presidente da Junta da Andaluzia, Juan Marin, prevê uma prova do mundial de Superbikes em 2 de Agosto, igualmente no circuito de Jerez.

Apesar de o comunicado divulgado não explicar em que condições serão organizadas as corridas, o espanhol Carmelo Ezpeleta, responsável máximo da Dorna, precisou que as provas serão disputadas à porta fechada, sem público nem comunicação social, e com controlos sanitários regulares aos membros das equipas presentes.

De acordo com a página do MotoGP, a partir do momento em que seja dada “luz verde” por parte das autoridades espanholas, seguirá uma proposta para a FIM para que esta inclua as provas nos respectivos calendários.

Entre vários cancelamentos e adiamentos devido ao novo coronavírus, a FIM deverá agora reorganizar os seus calendários, sendo que, além do Grande Prémio de Espanha, ainda estão por confirmar os grandes prémios de França, Itália e Catalunha (Espanha), tendo sido anulados os do Qatar, da Alemanha, dos Países Baixos e da Finlândia.

No último calendário actualizado da FIM figuravam 12 provas, com o Grande Prémio da República Checa a encabeçar a lista (9 de Agosto).

Sugerir correcção