Opinião

O CDS a brincar com coisas sérias

É por isto que este assunto tem pouco que ver comigo — e que prescindo de fazer aqui a defesa de uma trajetória como historiador que é pública. O CDS anda a brincar com coisas demasiado sérias.

Aqui há uns anos o CDS tinha um cartaz em que aparecia Nuno Melo de braços cruzados, a olhar lá de cima sobre os transeuntes, e em letras garrafais a frase: “Não andamos a brincar aos políticos”. A julgar pelo que sucedeu nos últimos dias, é só mesmo isso que andam a fazer.