Torne-se perito

Tom Cruise vai rodar no espaço com a ajuda da NASA

A agência espacial norte-americana quer inspirar as novas gerações de engenheiros e cientistas e está a trabalhar com o actor norte-americano num novo projecto.

,filmes Paramount
Foto
Tom Cruise Lucas Jackson

O actor norte-americano Tom Cruise vai participar na rodagem de um filme de aventuras na Estação Espacial Internacional, que orbita a mais de 400 quilómetros de altitude.

Jim Bridentsine, o administrador da NASA, deu a notícia na sua conta oficial do Twitter: “A NASA está entusiasmada por trabalhar com Tom Cruise num filme rodado na Estação Espacial Internacional! Precisamos dos meios de comunicação populares para inspirar a nova geração de engenheiros e de cientistas para que os ambiciosos planos da NASA se concretizem.”

Pouco se sabe sobre este projecto, mas, em resposta a este tweet, Elon Musk, o dono da Tesla e de Space X, comentou: “Deve ser muito divertido!”

Na segunda-feira, a Deadline tinha anunciado que o actor de 57 anos estava em negociações com Elon Musk e com a NASA para filmar um filme de aventuras no espaço e adiantava que não estaria ligado às longas-metragens de Missão: Impossível, de que Cruise é protagonista desde 1996. Dizia também que nenhum estúdio de Hollywood estaria envolvido no projecto para já.

Às perguntas do New York Times, o gabinete de comunicação da NASA disse que para já não iria revelar mais pormenores sobre este projecto.

A rodagem de Missão: Impossível 7 foi suspensa em Fevereiro passado por causa da pandemia de covid- 19. E a estreia do mais recente filme com Tom Cruise,  Top Gun: Maverick, que estava marcada para Julho, foi adiada para 23 de Dezembro.

A Estação Espacial Internacional é o maior programa de cooperação internacional para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, e conta com a participação de cinco agências espaciais: a europeia (ESA), a canadiana (CSA), a norte-americana (NASA), a japonesa (JAXA) e a russa (Roscosmos). O primeiro componente da Estação Espacial Internacional foi lançado em 1998, em parceria com a Rússia, e a estação permanece em órbita desde Novembro de 2000.

Sugerir correcção