Reembolso médio de 1095 euros no IRS chegou a 210 mil pessoas

Os reembolsos começaram a ser processados a 21 de Abril e o montante médio é, por enquanto, 1095 euros. Os contribuintes têm até ao dia 30 de Junho para entregar a declaração do IRS referente a 2019.

Imposto
Foto
SEBASTIAO ALMEIDA

O reembolso do IRS já chegou ou chega em breve à conta de cerca de 210 mil pessoas e cada um tem um valor médio de 1.095 euros, disse à Lusa fonte oficial do Ministério das Finanças.

Os reembolsos do IRS relativos aos rendimentos auferidos em 2019 começaram a ser processados em 21 de Abril, sendo que, de acordo com o Ministério das Finanças, até este momento, “cerca de 210.000 pessoas já receberam ou estão para receber breve o seu reembolso”.

Em resposta à Lusa, a mesma fonte oficial precisou que “o reembolso médio está situado, neste momento, em 1.095 euros”. O número dos reembolsos já processados (mas que ainda não chegaram à conta dos contribuintes) é superior.

A entrega da declaração anual do IRS iniciou-se a 1 de Abril e, desde então, o Portal das Finanças já registou a submissão de 2.943.801 declarações, o que corresponde a cerca de metade das que no ano passado foram entregues. Deste total, a maior parte (2.269.479) corresponde a declarações de agregados que, no ano passado, tiveram apenas rendimentos de trabalho dependente e/ou de pensões (categorias A e H, respectivamente).

Em 2019, o valor total dos reembolsos de IRS ascendeu a 3.003,1 milhões de euros, segundo indica a síntese de execução orçamental da Direcção-Geral do Orçamento. Em 2018, o valor devolvido aos contribuintes tinha sido de 2.626,4 milhões de euros.

Este ano, o valor global do imposto que o Estado tem a devolver aos contribuintes poderá recuar devido ao facto de as tabelas de retenção na fonte em vigor em 2019 terem sido ajustadas de modo a reflectir parte do aumento de cinco para sete dos escalões de rendimento de IRS.

A declaração anual do IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2019 começou a ser entregue a 1 de Abril e termina em 30 de Junho, tendo o Estado até 31 de Agosto como limite para proceder ao pagamento dos reembolsos das pessoas que entregaram a declaração dentro do prazo.

Sugerir correcção