Nicolas Cage ruma à televisão para fazer de Joe Exotic, o protagonista de Tiger King

É a segunda série que se anuncia sobre a bizarra história do dono de um jardim zoológico no Oklahoma que também já deu um popular documentário da Netflix. Adaptação da CBS basear-se-á num artigo da revista Texas Monthly.

Nicolas Cage vai fazer de Joe Exotic, o excêntrico dono de um jardim zoológico no Oklahoma que foi o protagonista da série documental Netflix <i>Tiger King</i>, na sua primeira série de televisão
Foto
Nicolas Cage vai fazer de Joe Exotic, o excêntrico dono de um jardim zoológico no Oklahoma que foi o protagonista da série documental Netflix Tiger King, na sua primeira série de televisão Netflix

Nicolas Cage vai ser Joseph Maldonado-Passage, o homem que nasceu Joseph Schreibvogel e se tornou conhecido como Tiger King, numa série de televisão produzida pela CBS. À excepção de dois telefilmes emitidos entre os anos 1980 e 1990, vai ser a primeira vez que Cage faz televisão propriamente dita. Em vez de adaptar Tiger King, o popular documentário Netflix de Eric Goode e Rebecca Chaiklin que se tornou um dos grandes fenómenos do confinamento mundial, a série basear-se-á num artigo de 2019 da revista Texas Monthly. A notícia foi dada pela Hollywood Reporter na noite de segunda-feira.

A minissérie de oito episódios centrada na vida de Joe Exotic, que se debruçará sobre o esforço deste homem para manter o seu jardim zoológico e a rivalidade com Jeff Lowe e Carole Baskin enquanto vai perdendo a cabeça (algo em que Cage, como actor, é especialista), terá no comando Dan Lagana, showrunner de American Vandal, a comédia adolescente da Netflix.

Esta já é a segunda adaptação a ser anunciada desta história que envolve grandes felinos, tentativas de homicídio e candidaturas à presidência dos Estados Unidos, entre muitos outros pormenores. Em Novembro, meses antes da estreia de Tiger King, já tinha sido anunciada a adaptação televisiva da segunda temporada de Over My Dead Body, entretanto rebaptizada como Joe Exotic: Tiger King, um podcast da rede Wondery, com Kate McKinnon, de Saturday Night Live, no papel de Carole Baskin, a activista dos direitos dos grandes felinos que é uma das antagonistas de Joe Exotic.

Em Abril saiu uma continuação de Tiger King, uma espécie de oitavo episódio da série, um especial filmado no Zoom apresentado por Joel McHale que era essencialmente uma série de entrevistas dando conta de onde é que alguns dos protagonistas (Joe e Carole ficaram de fora) estão agora.

Sugerir correcção