Pequenas Bibliotecas Livres receberam Prémio Mundial de Literacia 2020

Portugal conta nove pequenas bibliotecas inscritas na lista da organização internacional Little Free Library.

Foto
Rui Gaudêncio

O projecto internacional Pequenas Bibliotecas Livres recebeu o Prémio Mundial de Literacia 2020, dado pela World Literacy Foundation e pelo World Literacy Council, anunciou esta terça-feira a Câmara Municipal de Óbidos.

Óbidos pertence a esta rede mundial desde 2019, com a Biblioteca Livre da Sancheira Grande, denominada “Pipa Sancha”, que trabalha com a comunidade, em estreita relação com as escolas e a Biblioteca Municipal.

Portugal conta mais oito pequenas bibliotecas inscritas na lista da Little Free Library, de acordo com os dados disponíveis na página da organização internacional, na internet: Pêro Vaz Caminha, na rua da Telheira, no Porto, com o número 32.133, Quinta das Conchas (32.875), no Lumiar, e Fábrica das Artes, no Centro Cultural de Belém (42.376), em Lisboa, nos Nirvana Studios (71922), em Oeiras, e as quatro da Ilha Terceira, nos Açores.

A primeira Pequena Biblioteca Livre portuguesa, inscrita na rede internacional, situa-se exactamente nos Açores, tem o número 10.130, e localiza-se no Pico Redondo, em São Bento, Angra do Heroísmo, segundo o mapa da organização. Segue-se a pequena biblioteca na Quinta do Martelo, na Canada do Martelo, em Angra do Heroísmo, com o número 16.504, e a Bioteca, com o número 16.505, que acompanha o Mercado de Produtos Biológicos, em Praia da Vitória.

A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo instalou também a Biblioteca do Jardim, que tem o número 31.311 na lista internacional, à sombra de uma magnólia branca, no centro histórico da cidade.

A pequena biblioteca dos Nirvana Estúdios, em Oeiras, surgiu numa área de reabilitação urbana do concelho, e a do Parque das Conchas foi lançada por um morador no Lumiar, em Lisboa, com o apoio da população local.

A pequena biblioteca livre do Centro Cultural de Belém (CCB) insere-se no projecto da Fábrica das Artes, desta instituição de Lisboa, e foi concebida como uma pequena árvore do saber.

A Pequena Biblioteca da Sancheira Grande abriu ao público em 2019 e tem o número 77.395 da rede internacional Little Free Library. Está instalada ao ar livre, numa pipa, que justifica o seu nome, numa praceta intervencionada pela junta de freguesia, e assenta no princípio “leve um livro, partilhe um livro”. A gestão é feita pelos alunos e docentes de Português do segundo ciclo do Complexo Educativo do Alvito, no âmbito da actividade das Equipas Educativas que catalogam os livros recebidos, e dinamizam uma página na internet, com o apoio da Junta de Freguesia de A-dos-Negros e da Câmara Municipal de Óbidos. Tem parcerias com instituições, livrarias e editoras.

Portugal acolhe muitos outros projectos informais de pequenas livrarias livres, não se encontrando, porém, patentes na lista oficial publicada pela organização internacional Little Free Library.

As Pequenas Bibliotecas Livres constituem um projecto sem fins lucrativos, composto por milhares de voluntários espalhados por todo o mundo, com o objectivo de estimular o gosto pela leitura e pelo conhecimento, através de uma rede mundial de pequenas bibliotecas, em jardins, praças, bairros e aldeias.