Desconfinar pessoas e não os carros, o novo desafio das cidades

Governo acredita na capacidade e organização do transporte público, mas várias vozes pedem mudanças no espaço urbano para favorecer a mobilidade pedonal e ciclável.

Foto
Sara Jesus Palma

De entre os vários palavrões que entraram inesperadamente na linguagem do dia-a-dia no último mês e meio, “desconfinamento” é o que tem preenchido os dias mais recentes e o que poderia trazer mais alívio a quem passou os últimos quarenta dias praticamente enclausurado em casa. Mas “alívio” talvez não seja a palavra certa para as pessoas que esta segunda-feira começam a retomar as suas deslocações para o local de trabalho. O perigo de contágio com covid-19 não desapareceu e nas grandes cidades há um cocktail de situações que potenciam a incerteza e o medo.