Centro da cidade de Ílhavo em obras durante um ano

De acordo com o projecto, o uso do espaço público terá novas propostas culturais, de lazer e convívio e comerciais.

Foto
Adriano Miranda

A empreitada de requalificação do espaço urbano central de Ílhavo começou nesta segunda-feira e deverá durar um ano, e inclui o Jardim Henriqueta Maia, informou a autarquia local.

A empreitada insere-se no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano do Município de Ílhavo (PEDU) e foi adjudicada pelo valor total de 1.482.970 euros, com co-financiamento aprovado em 85% pelo programa Centro 2020.

“Este início da empreitada, que tem um prazo de execução de 12 meses, é o culminar de um importante processo de reabilitação do espaço urbano no centro da cidade, iniciado em Julho de 2017 com a apresentação e debate público do referido projecto, seguido, em Dezembro de 2018, da aprovação, em sede de reunião de Câmara, do estudo preliminar, e, ainda, em Dezembro de 2019, da abertura do processo de concurso público”, descreve uma nota municipal.

A identidade histórica do espaço central, que integra a estátua do bispo Manuel Trindade Salgueiro, o monumento de homenagem aos mortos da 1.ª Grande Guerra, a Igreja Matriz e o antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo será preservada nas intervenções previstas no projecto de reabilitação urbana, garante a Câmara de Ílhavo.

De acordo com o projecto, o uso do espaço público terá novas propostas culturais, de lazer e convívio e comerciais. Por outro lado, são reforçadas as áreas de lazer, com o parque infantil e renovado mobiliário urbano e é ampliada a mancha verde e o conjunto arbóreo.

Outra das marcas da intervenção é a redução da área de circulação automóvel, concebendo corredores cicláveis e alargando as áreas pedonais, com ligação preferencial à zona Malhada.

Ainda no que respeita ao tráfego automóvel naquela zona central de Ílhavo, o actual cruzamento semaforizado da Avenida 25 de Abril com a antiga estrada nacional 109 será substituído pela construção de uma rotunda.

Sugerir correcção