Decoração

Vestir a varanda de verde

O Homes in Colour faz parte dos Pares do Ímpar e foi criado, em 2014, por Sofia Sustelo que acredita ter como missão “inspirar um estilo de vida mais criativo, estético e poético”.

Foto
Planete Déco

Seja no primeiro ou último andar, ter um pequeno jardim privado na varanda ou terraço pode ser uma verdadeira fonte de prazer e felicidade. Cuidar das plantas e vê-las crescer, acompanhar as variações ao longo das diferentes estações do ano e receber a sua companhia em momentos de pausa e descontracção no exterior é um verdadeiro privilégio nos dias que correm.

Além de toda a vida e do novo look que uma varanda verde e florida pode trazer à nossa casa, o nosso pequeno oásis natural pode ainda ajudar a criar alguma privacidade e, certamente, contribuir para um estilo de vida mais amigo do ambiente.

PÚBLICO -
Foto
Histórias de Casa

Escolher as flores e plantas certas para as características naturais de cada varanda é um dos aspectos fundamentais a ter em conta quando iniciamos um projecto destes. Por isso, há que prestar atenção à quantidade de sol e sombra que a varanda ou o terraço recebe, assim como de vento. Tudo isso irá influenciar a saúde e durabilidade das plantas e flores, sejam quais forem as espécies.

PÚBLICO -
Foto
Ikea

O sucesso do resultado final irá depender não só do conhecimento e cuidado na manutenção, mas também da criatividade e talento com que dispusermos os elementos no espaço e os conjugarmos uns com os outros.

E a esse nível, podemos ter quatro hipóteses diferentes — chão, corrimão da varanda, paredes e tecto — para que o exterior da casa tenha tanto estilo quanto o interior.

PÚBLICO -
Foto
Gardenista

Suportes Neutros

Manter alguma neutralidade a nível das cores de vasos e floreiras permite um look mais clean e contemporâneo, e possibilita uma conjugação mais fácil com outros elementos que queiramos incorporar como mesas, cadeiras, almofadas ou poufs. Por isso, um conjunto de vasos em tons de terracota, cinza ou brancos é a minha opção preferida.

PÚBLICO -
Foto
Fantastic Frank

No chão e no tecto

Não é só no chão. Aproveite também o tecto para pendurar algumas espécies que ficam verdadeiramente giras quando suspensas. Esta é também uma boa solução para quem se debate com problemas de espaço e o quer optimizar. Pode ser também a escolha de quem quer imprimir um look um pouco mais boémio ao seu refúgio verde.

PÚBLICO -
Foto
Ikea

Deixar trepar

Adoro plantas trepadeiras pois mostram-nos que para elas não há limites. Geralmente, gostam de zonas exteriores ensolaradas e trepam em busca de luz. Exigem, por isso, alguma manutenção e precisam de outras plantas (ou algum tipo de suporte) para poderem trepar.

PÚBLICO -
Foto
Pinterest

Um espaço para as aromáticas

Por fim, uma varanda ou terraço pode ainda ser o local ideal para ter alguns verdes comestíveis. Cultivar ervas aromáticas dá imenso jeito, não rouba muito espaço, e estas convivem alegremente com as outras plantas mais decorativas. Juntamos assim o útil ao agradável.

PÚBLICO -
Foto
Gardenista

Homes in Colour by Sofia Sustelo ​é um parceiro do Pares do Ímpar. Os conteúdos publicados são da responsabilidade da autora. Pares do Ímpar é um projecto de parceria entre o PÚBLICO e criadores independentes de conteúdos em áreas especializadas, complementares ao alinhamento editorial do Ímpar.

Sugerir correcção