Torne-se perito

Ministro do Desporto dá parecer favorável ao regresso da Bundesliga

A Liga Alemã de Futebol [DFL] propõe o retomar os dois primeiros escalões a meio ou no final de Maio.

O Bayern lidera a prova ao fim de 25 jornadas
Foto
O Bayern lidera a prova ao fim de 25 jornadas Reuters/ANDREAS GEBERT

O ministro alemão do Interior, com a pasta do Desporto, mostrou-se favorável à retoma da Liga de futebol daquele país no decorrer deste mês, depois de quase dois meses de interregno, devido à pandemia de covid-19.

“Considero a proposta da Liga Alemã de Futebol [DFL] aceitável e apoio o regresso da competição em Maio”, disse Horst Seehofer, em entrevista publicada no jornal Bild, a três dias de uma reunião das autoridades germânicas, para decidir sobre esta matéria.

A DFL propõe um regresso dos dois primeiros escalões a meio ou no final deste mês, caso as autoridades do país o autorizem, com jogos à porta fechada e a obrigatoriedade de testar jogadores e equipas técnicas a cada três dias, para assegurar que as partidas se realizam sem riscos.

“Caso exista um caso de infecção, todos nesse clube, e possivelmente o adversário contra quem jogou, terão de ficar em quarentena durante duas semanas”, referiu o governante alemão, salientando que toda esta situação “requer grande disciplina na prevenção”.

Estas declarações fazem antever que o futebol na Alemanha estará perto do regresso, sendo que, já esta semana, tanto os governos federais germânicos como o Ministério do Trabalho se mostraram favoráveis ao retorno da competição.

Na primeira semana de Abril, alguns clubes recomeçaram os treinos no relvado, ainda que de forma condicionada e em pequenos grupos, entre os quais o campeão Bayern Munique, o Eintracht Frankfurt, o Wolfsburgo, o Leipzig e o Borussia Dortmund.

Caso se confirme o regresso da competição, a Bundesliga será o primeiro dos principais campeonatos de futebol na Europa a retomar os jogos, suspensos após o fim-de-semana de 7 e 8 de Março devido à crise mundial de saúde pública, provocada pela pandemia.

Sugerir correcção