Entrevista

Transferência de competências na Educação, Saúde e Acção Social irão até 2022

Alexandra Leitão afirma que não pode “responsavelmente” assegurar que seja possível manter o compromisso do Governo de “pagar aumentos de 1%, em 2021”, aos funcionários públicos.

,Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública
Foto
Alexandra Leitão oficializa que fica para 2022 o prazo limite da descentralização de competência na Saúde, Educação e Acção Social daniel rocha/Arquivo

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública considera que “o investimento público vai desempenhar um papel importante na retoma económica” e aponta como áreas prioritárias a Saúde, a Educação e a Habitação. E defende que as “opções que tenham de ser tomadas” pelo Governo sobre a TAP têm de ter em conta que “ter uma companhia de bandeira” é essencial para que Portugal, “enquanto país periférico aberto ao mundo”.