Covid-19: cerca de 29 mil trabalhadores de creches vão ser testados

Trabalhadores pertencem a mais de duas mil creches. Iniciativa antecede a reabertura das creches, prevista para 18 de Maio.

creche
Foto
Creches vão reabrir a 18 de Maio ADRIANO MIRANDA

Cerca de 29 mil trabalhadores de mais de duas mil creches vão ser testados ao coronavírus SARS-CoV-2 que causa a doença covid-19, num programa nacional de rastreio que começa no sábado, anunciou o Governo esta sexta-feira.

O programa de testes de diagnóstico é promovido pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS), que, em comunicado, assinala que a iniciativa antecede a reabertura das creches, prevista para 18 de Maio.

Na segunda-feira, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, vai acompanhar a testagem no Centro de Promoção Social da Alta de Lisboa.

O programa é operacionalizado no país pelos secretários de Estado responsáveis pela coordenação regional, em articulação com as autoridades de saúde locais, os centros distritais da Segurança Social e as autarquias.

A iniciativa é promovida pelo MTSSS, em parceria com o Ministério da Saúde e laboratórios de instituições científicas e académicas certificados pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge e em articulação com o Ministério da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior.

Portugal contabiliza 1007 mortes associadas à covid-19 em 25.351 casos confirmados de infecção, segundo o boletim diário da Direcção-Geral da Saúde sobre a pandemia divulgado esta sexta-feira.

Das pessoas infectadas, 892 estão hospitalizadas, das quais 154 em unidades de cuidados intensivos, sendo que o número de casos recuperados é 1647.

O país, em estado de emergência até sábado, vai passar no domingo a estado de calamidade, que se traduz na aplicação faseada de medidas de desconfinamento, aprovadas na quinta-feira pelo Governo.

Uma das medidas é a reabertura em 18 de Maio das creches, encerradas desde 16 de Março, na sequência das medidas extraordinárias e urgentes decretadas pelo Governo para conter a pandemia da covid-19.

Sugerir correcção