Carlos Silva: Estado Social deve acudir às empresas

Pela primeira vez na sua história, a UGT não desfila na rua - por razões de saúde pública e respeito aos portugueses confinados nas suas casas.

Foto
Carlos Silva denuncia época de despedimentos abusivos Daniel Rocha

O 1º de Maio de 2020 da UGT é atípico e diferente. As celebrações marcadas para Vila Real foram canceladas pelo estado de emergência e substituídas por uma participação online e nas redes sociais. Carlos Silva, secretário-geral da central, sintetiza, ao PÚBLICO, os objectivos. Reactivar a economia sem esmagar direitos.