Preço do petróleo nos EUA sofre novas perdas avultadas

Contratos de compra do barril de West Texas Intermediate recuam 18% para a casa dos dez dólares. Brent está nos 20 dólares por barril.

Foto
Capacidade de armazenamento do petróleo está a esgotar-se Reuters/ADREES LATIF

Os contratos de Junho para o barril de petróleo West Texas Intermediate (WTI), que é a referência nos Estados Unidos (em Portugal e nos restantes mercados europeus é o Brent) estavam a perder 18% esta manhã, chegando aos 10,45 dólares. A queda chegou a superar os 20%. Isto, conforme recorda o FT, após a queda de 25% registada esta segunda-feira e depois de, na semana passada, o valor dos contratos de Maio terem caído para valores negativos, algo que nunca tinha acontecido até aqui.

A queda abrupta do consumo, devido aos impactos do novo coronavírus na economia a nível mundial, é um dos factores de pressão dos preços, tal como a falta de capacidade de armazenamento. E se isso começou nos EUA, agora, de acordo com Robert Rennie, um analista de mercados da Westpac, em Sydney, citado pelo FT, “a questão da capacidade está a ser também cada vez mais um tema na Ásia” e no resto do mundo, seja em terra ou no mar. E há receios de que os contratos de Junho possam voltar a valores negativos, com vários investidores institucionais a desfazerem-se das suas posições, o que por sua vez se transforma num novo factor de descida do preço do WTI. Uma solução, segundo adiantaram analistas ao FT, seria parar a produção.

No caso do barril de Brent, o preço estava a recuperar algum terreno para os 20,6 dólares, após ter negociado abaixo da casa dos 20 dólares.

De resto, as bolsas europeias estavam relativamente estáveis, com menos volatilidade, em vésperas de encontro dos bancos centrais da zona euro (quinta-feira) e dos EUA (entre hoje e amanhã, dia em que é emitido o comunicado da Fed).

Em Portugal, o PSI 20 subia 0,7% pelas 10h45, enquanto em França o CAC ganhava 1,2%, em Espanha o IBEX 35 subia 0,8%, na Alemanha o DAX ganhava 1,5% e no Reino Unido o FTSE subia 1,29%.