i-album

Reportagem

Lares de idosos: há utentes “a desistir da vida” e funcionários marginalizados por colegas e familiares

O custo da pandemia nos lares de idosos vai muito para além das mortes por covid-19. Há demências a agravar-se, declínios cognitivos e utentes que, sentindo-se abandonados pelos familiares, desistem de viver. Os funcionários que cuidam dos infectados contam, a medo, que os restantes colegas passaram a evitá-los. Nalguns casos, a própria família fechou-lhes as portas.