Coronavírus

“A quantidade de crianças que precisa de internamento é pequena. Todas, até aqui, tiveram alta”

Maria João Brito, coordenadora do serviço de infecciologia do Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, concorda com a opção de reabrir as creches: “É mais fácil começar pelas crianças que se infectam menos, que são as mais pequeninas”.