O Menir de Ouro é o novo álbum de Astérix, a partir de uma história áudio de Uderzo e Goscinny

A notícia foi dada em França pelo Le Journal du Dimanche, em Outubro será publicado um novo álbum de Astérix a partir de uma história de 1967. Albert Uderzo ainda supervisionou a edição antes de morrer e o livro, em Portugal, será editado pela ASA.

Asterix
Fotogaleria
DR
,Asterix
Fotogaleria
Albert Uderzo em 2009 com Obelix e Ideiafix Charles Platiau

Em 1967, os criadores do Astérix, Albert Uderzo (1927 - 2020) e René Goscinny (1926 - 1977), criaram uma história sonora que venderam como um audiolivro distribuído na época pela Philips. Essa história vai ser agora editada em álbum ilustrado com o título Le Menhir d'or. A notícia foi dada em França pelo Le Journal du Dimanche que revela que o lançamento vai acontecer em França a 21 de Outubro. Em Portugal, o livro irá chamar-se O Menir de Ouro e será publicado pelas edições ASA, sabe o PÚBLICO.

Céleste Surugue, o director-geral das das edições Albert René, disse a este jornal francês que o livro impresso deste Le Menhir d'or tem 44 páginas e que em França será também posta à venda, ao custo de um euro, a versão em audiolivro.

A história de O Menir de Ouro não anda à volta das personagens de Astérix, Obélix ou de Ideiafix. A personagem central é o bardo Assurancetourix que, com a sua voz insuportável e a sua harpa, vai entrar num concurso de canto para tentar vencer o primeiro prémio: um menir de ouro, que dá nome ao álbum. Fá-lo-á com uma canção adaptada da famosa Ménilmontant, de Charles Trénet, cuja letra se refere ao bairro parisiense. A canção de Trénet começa com o verso “Ménilmontant, mais oui madame”, mas na versão de Assurancetourix ​este passa a ser : “Menhir montant, mais oui madame”, adianta Huffingtonpost francês.

Será a quarta vez, diz ainda o Huffingtonpost francês, que uma aventura criada para ser ouvida vai ser transposta para álbum. Já aconteceu com Como Obélix Caiu no Caldeirão do Druida Quando Era Pequeno (1989), Os XII Trabalhos de Astérix (2016) e Astérix - O Segredo da Poção Mágica (2018).

Este anúncio foi feito quase um mês depois da morte de Albert Uderzo, que aconteceu a 24 de Março, e ao Le jornal du Dimanche, Céleste Surugue, o director-geral das edições Albert René, diz que Uderzo, no final de 2019, ainda supervisionou e deu conselhos para esta adaptação e trabalhou na capa do álbum. “Ele disse-nos que estava a ter um grande prazer em mergulhar de novo numa história que tinha mais de 50 anos”, acrescentou ao Le Journal du Dimanche.

Sugerir correcção