Miguel manso

Um mundo suspira por máscaras e outro respira dentro delas

Instalou-se um clima de “faroeste” global, com cada país a lutar para conseguir fabricar ou comprar máscaras para a sua população. Enquanto isso, o mundo enche-se de rostos cobertos — uma imagem natural para os asiáticos, um pesadelo para os ocidentais. Num tempo pandémico em que só o distanciamento social nos pode salvar, o que é que cada um de nós vê na máscara do outro?

Capa da Vogue Portugal, edição de Abril 2020: um casal beija-se, cada um deles com uma máscara cirúrgica a tapar-lhe parte da cara. É o beijo possível em tempos de covid-19. O título: Freedom on hold. No mês em que Portugal a deveria celebrar, a liberdade está suspensa. E a máscara é o símbolo disso.