Coronavírus

Com o perigo à espreita, devemos vigiar os mais novos online?

A UNICEF diz que monitorizar demais põe em risco o direito dos mais novos à privacidade e à liberdade de expressão, mas para alguns pais deixar os filhos sozinhos na Internet não é opção.