“Discutia-se o que calhava, ou aquilo em que a Amália estivesse interessada”

Vítor Pavão dos Santos e David Ferreira partilham memórias e histórias sobre as reuniões em casa de Amália Rodrigues.

,Ilhas Encantadas
Foto
Amália em sua casa com José Pracana, guitarrista e divulgador do fado, numa entrevista para a televisão RTP

As tertúlias em casa de Amália eram episódios esfuziantes, tal como se conta? Ou terão sido mitificadas com o tempo? Certo é que a hoje Casa Museu só entra na sua vida em 1955. Amália muda-se de casa dos pais em 1953 para um andar na Rua de São Bernardo e dois anos depois para a Rua de São Bento.