Morreram 409 pessoas de covid-19 em Portugal. Há 13.956 casos confirmados

Nesta quinta-feira, havia registo de 205 pessoas dadas como curadas, depois de dois testes negativos. São mais nove pessoas do que na quarta-feira. Está a ser equacionado um cordão sanitário em Castro Daire.

Foto
Hospital de Santa Maria, em Lisboa Mário Cruz/Lusa

Desde o início do surto em Portugal, já morreram 409 pessoas com a covid-19 — 29 nas últimas horas, um aumento de 7,6%. Há um total de 13.956 casos confirmados, 815 dos quais identificados nas últimas 24 horas, número que corresponde a uma taxa de crescimento de 6,2%. É o que revelam os dados do boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde, actualizado nesta quinta-feira.

Estão internadas 1173 pessoas nos hospitais portugueses, menos 38 do que na quarta-feira, e estão 241 doentes nas unidades de cuidados intensivos, menos quatro pessoas do que no dia anterior. Cerca de 87,2% dos doentes com covid-19 são tratados em casa, revelou o secretário de Estado da Saúde António Lacerda Sales durante a conferência de imprensa diária desta quinta-feira.

Nesta quinta-feira, havia registo de 205 pessoas dadas como curadas, depois de dois testes negativos. São mais nove pessoas do que na quarta-feira.

Açores registam primeira morte

O arquipélago dos Açores registou, na quarta-feira, a primeira morte por covid-19 na região autónoma. De acordo com as informações apuradas pela agência Lusa junto da Autoridade de Saúde Regional, trata-se de um doente internado que terá sido infectado por profissionais de saúde. Tinha cerca de 90 anos e estava internado em Ponta Delgada.

A região Norte continua a ser a mais afectada pela pandemia de covid-19. Já há várias semanas que esta é a região que concentra mais casos e os dados desta quinta-feira mostram isso mesmo: 8102 casos positivos e 224 mortes.

Olhando para a informação disponível por concelhos, observa-se que é o concelho de Lisboa que concentra o maior número de casos (797), seguido do do Porto (776), do de Vila Nova de Gaia (631) e do de Gondomar (587) — uma lista que quase não tem sofrido alterações nos últimos dias.

Quando às vítimas mortais, a maioria (cerca de 87%) tem 70 anos ou mais. De acordo com os números apresentados esta quinta-feira pelo secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, a taxa de letalidade da doença é de 2,9% globalmente (contando com todas as idades) e 11% junto das pessoas acima dos 70 anos de idade (um aumento de 0,5%).

"Mais de um milhão de testes” chegam na sexta-feira a Portugal

Durante a mesma conferência de imprensa, António Lacerda Sales afirmou que nesta sexta-feira chegarão a Portugal “mais de um milhão de testes para a reserva nacional”, assim como kits de extracção que chegarão até 17 de Abril. Entre 5 e 6 de Abril chegaram 90 mil zaragatoas – uma espécie de cotonete usada para tirar amostras para análise – cuja distribuição está a ser feita pelo Infarmed em colaboração com o laboratório militar.

Chegarão ainda cinco milhões de máscaras cirúrgicas na sexta-feira e encomendadas 52 milhões de máscaras, explicou o secretário de Estado da Saúde – 15 milhões já chegaram. Foram ainda encomendados 560 mil fatos de protecção individual (53 mil já prontos a utilizar). “Quer o que já chegou quer o que está encomendado é o reconhecimento que, de facto, é necessário proteger os nossos profissionais de saúde”, disse António Lacerda Sales.

Equacionado cordão sanitário em Castro Daire

O presidente do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, Fernando Almeida, afirmou que está a ser lançado o teste-piloto do nível de imunidade da população quanto ao vírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, mas que só “mais tarde” é que será implementado em todo o país.

“Neste momento não sabemos qual é a proporção da população portuguesa que está imunizada”, reforçou a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, ressalvando que o primeiro caso em Portugal surgiu há pouco mais de um mês. Esses testes só serão feitos de forma mais alargada “mais para a frente, quando os nossos epidemiologistas assim o aconselharem”.

A directora-geral da Saúde disse ainda que está a ser equacionado um cordão sanitário em Castro Daire (distrito de Viseu). Segundo o boletim da DGS, o concelho de Castro Daire tem 59 casos confirmados de covid-19 – ainda que estes dados sejam apenas aqueles registados na plataforma SINAVE, correspondente a 79% dos casos confirmados.

Portugal está em estado de emergência desde dia 19 de Março devido à pandemia de covid-19 – uma medida prolongada na passada quinta-feira até 17 de Abril.  Durante a segunda fase do estado de emergência foram determinadas novas regras – nomeadamente a que impede deslocações para fora do concelho desde esta quinta-feira e até à próxima segunda-feira.

Em todo o mundo, há quase 1,5 milhões de casos positivos desde que a doença foi identificada, em Dezembro, em Wuhan, na China. A covid-19 já matou mais de 88 mil pessoas, mas já 332 mil pessoas conseguiram recuperar, em todo o mundo.