Detida septuagenária com covid-19 que andava às compras em Ovar

A mulher “era conhecedora do resultado positivo do teste à covid-19, bem como do dever de confinamento obrigatório”.

Em Ovar foi decretado o estado de calamidade pública
Foto
Em Ovar foi decretado o estado de calamidade pública Adriano Miranda

A PSP deteve em Ovar, onde foi decretado o estado de calamidade pública, uma mulher, de 78 anos, infectada com o novo coronavírus, que andava a fazer compras num hipermercado, informou esta terça-feira aquela força policial.

Em comunicado, a PSP refere que a septuagenária, residente no concelho de Ovar, distrito de Aveiro, foi detida por violação de confinamento obrigatório na segunda-feira, pelas 16h20.

“A mulher foi interceptada num estabelecimento comercial daquela cidade e era conhecedora do resultado positivo do teste à covid-19, bem como do dever de confinamento obrigatório, pelo que foi acompanhada até ao seu domicílio, por esta polícia”, refere a mesma nota.

Ainda de acordo com a PSP, a detida, antes da ida ao hipermercado deslocou-se, também, a um centro de saúde onde foi consultada e lhe prescreveram vários medicamentos.

A ocorrência foi comunicada ao Ministério Público.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 73 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito esta terça-feira pela Direcção-Geral da Saúde, registaram-se 345 mortes, mais 34 do que na véspera (+11%), e 12.442 casos de infecções confirmadas, o que representa um aumento de 712 em relação a segunda-feira (+6%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de Março, encontra-se em estado de emergência desde as 0h de 19 de Março e até ao final do dia 17 de Abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 de Março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Sugerir correcção