ERSE alerta consumidores de energia contra burlas de 60 euros

Inspecções periódicas das instalações de gás e electricidades estão paradas no período da pandemia, mas há burlões a tentar enganar os consumidores, salienta a entidade reguladora da energia.

Foto
NELSON GARRIDO

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) emitiu esta terça-feira mais um alerta de más práticas no sector da energia. Em causa está uma burla que pode lesar os consumidores em cerca de 60 euros.

“Alguém lhe bate à porta e diz que vem fazer uma inspecção periódica à sua instalação de gás ou de electricidade, que é obrigatória e que tem de pagar cerca de 60 euros”, descreve a ERSE.

“Desconfie, e não abra a porta a estranhos”, recomenda a entidade reguladora que explica ter contactado as empresas de electricidade e de gás natural “cujo nome está a ser usado” neste burla e confirmou que durante o período de pandemia da covid-19 não haverá inspecções periódicas.

Durante a crise de saúde pública, “não estão agendadas nem previstas quaisquer inspecções periódicas nas casas dos consumidores, salvo em situações urgentes ou solicitadas pelo consumidor e previamente agendadas”.

A ERSE aconselha os consumidores a contactarem os seus fornecedores de serviços se tiverem dúvidas, e a exigirem a identificação de quem lhes bate à porta sempre que solicitarem “algum serviço ao seu fornecedor ou operador da rede de electricidade ou de gás natural”.

“Certifique-se que o serviço a realizar é o solicitado à empresa”, acrescenta a entidade reguladora.